União europeia – apoio do norte ao sul

Gotspe

Como primeiro ministro de um país tão rico que Holanda é, consegue abandonar outros países carentes de comunidade? Como o ministro das Finanças atualmente está dando palestras para outros países atingidos! Que movimento para bloquear centenas de bilhões de euros numa emergência europeu! Mundial mesmo!

Espero que você esterá sentado num terraço no sul novamente. Então você elogia todos os sulistas amigáveis e relaxados com sua atitude perante a vida que você (secretamente) gostaria de ter. Mas agora não. Agora os grilos não podem bater nas formigas do norte.

Esta foi uma carta enviada ao Volkskrant (um journal tipo Público) pelo senhor Gerard van de Laar.

Copiei-o sem permissão, pensando que é uma excelente representação da situação política atual e que os envolvidos não se importarão, pois é uma carta aberta, e de Volkskrant não se oporá a receber um pouco de publicidade extra.

Como comentou recentemente o ex-primeiro-ministro da Itália, Enrico Letta: “Para todos os países que ainda têm dúvidas sobre a ajuda aos países mais afetados: quem comprará suas tulipas – espero que em breve?”

E António Costa – nosso primeiro ministro – provavelmente tem uma névoa avermelhada em frente dos olhos quando ouve algo sobre esse “holandês”.António-Costa-fala-com-a-bandeira-portuguesa-e-a-da-europa-atras-dele

– e bem, eles estão certos ou o quê? Agora não é a hora dos dedos avisadores – sim, você está certo, e daí?

A contabilidade de quem não estava completamente em ordem – agora não é a hora. Isso é para mais tarde. Agora é importante manter a Europa unida, porque se “eles” – nossos respeitáveis líderes – derem um péssimo exemplo a nós, poderemos atacar a garganta um do outro. Nossos pais já experimentaram isso. E nossos avós já 2 vezes. Essa guerra de Corona já é ruim o suficiente.

Agradeço a todos os deuses que estou vivo há 58 anos e nunca experimentei uma guerra. Bem, exceto por este então.

Porque sabe – não se trata de “grandes garotos”

Todos eles permanecem fora de alcance. Bem, exceto Boris Johnson (quem tem o C), mas esse é um caso como a erva que nunca morre. Além disso, os britânicos não fazem mais parte da Europa.

É sobre todas essas pessoas “pequenas”, todas as pessoas que trabalham por conta própria, empresas individuais que num país como esse ainda não ganharam muito, mas agora nada. E Portugal não é um país tão rico quanto a Holanda ou o Reino Unido; onde bilhões são alocados para primeiros socorros a quem precisar.

Já tive alguns problemas de solidariedade com o campeonato de futebol (Campeonato Europeu – meia-final de Portugal – Holanda), mas agora não é mais fácil

Ambos os lados têm razão

Ponto de vista do sul: isso não é culpa de ninguém, e agora precisamos de apoio europeu ou a economia cairá para zero. Então todos nós estamos com problemas, porque logo não teremos dinheiro para comprar suas tulipas!

O ponto de vista holandês se resume principalmente ao medo de que isso fortaleça as forças nacionalistas, que chamam para deixar Europa se torne alto demais para ser ignoradas, e todos estaremos com problemas. Imagine que a Holanda quer sair da Europa.

É cada vez mais complicado com essas tulipas.

E ninguém consegue continuar fazendo belas obras de arte com elas

trabalho-de-arte-com-tulipas-chamado-let-hope-bloom

Felizmente, eles reconheceram (e ouviram de todos os lados) em Haia que esta não é uma posição agradavelmente compassiva. A propósito, Portugal nunca é mencionado nos comentários, é sempre sobre Espanha e Itália, mas posso garantir que num país como Portugal, parar a economia não facilita a vida de muita gente!

De qualquer forma, já existe muita pobreza silenciosa, e gerações vão para o estrangeiro para encontrar sua salvação lá. Também é, porque os portugueses pensam que ter um carro caro é muito importante, mas é principalmente motivado pela ênfase há décadas em Mais & Maior, Flex & Fusão.

Isso significa que todos os pequenos trabalhadores independentes, lojas, empresas, escritórios se foram, para o benefício de grandes supermercados, multinacionais, grandes redes e empresas de franquia. E aí estamos nós. Também não poderemos vender nossas tulipas, aqui em Portugal … porque não as temos.

Tudo o que podemos fazer é vender a terra

O espaço. A luz. O céu. O sol. As praias. As florestas. As colinas. As montanhas. As cidades encantadoras. Lisboa. Porto. O fado. E pessoas sorridentes em todos os lugares e sempre.

Mas infelizmente, agora não sorriem muito …

.

<< anterior

Nos mudamos em 2000 de Roterdão, Holanda para Termas-da-Azenha, Portugal. Uma mudança significante, especialmente com duas crianças pequenas. Estamos ocupados para reconstruir uma das heranças culturais portuguesas: Termas-da-Azenha, um antigo spa que foi transformado em várias casas de férias, quartos de hóspedes e dois terrenos para acampar, com muitas coisas divertidas para fazer.

Sala de convívio com jogos como pingpong, matraquilhos e bilhar, e um campo com voleibol, petanca, e um pequeno café.

Vai encontrar mosaicos e pinturas em todos os lugares.

O balneário vai ser um museu, onde pode ver como as coisas mudaram.

Desde o início de 2018, nos chamamos-nos o primeiro B & B & B no mundo – Bed & Breakfast & Bathrobes.

Pode comprar um roupão de banho / roupa de casa único

.

Cada semana, um pequeno blog sobre o que aconteceu ao nosso redor. Leitura fácil. Alguns minutos noutro mundo. Um pouco sobre o que está aa acontecer em Portugal. Se planeja suas férias em Portugal, pode ser uma ótima preparação. Temos descontos interessantes no nosso site.

Inscreve-se para receber este blog todas as semanas:

Nos Domingos publicamos o na nossa página do Facebook, no Pinterest, e na 2A no LinkedIn.