Tag Archives: dicas

Fogo Florestal

Este blog é sobre o fogo, não podia ser sobre mais nada. Foi apenas a alguns dias atrás, que terminou o luto nacional, e que o nosso próprio tsunami de “Tudo-bem-com-vocês?” parou.

Fogo faz parte da vida em Portugal

forest-fire-and-a-helicopter

Pelo menos de vez em quando. Nos últimos anos não foi tão mau, porque foi sempre uma temperatura agradável – por volta de 25º. Ideal! É bom para a piscina, as plantas gostam, e eu vou por aí a cantar.

Quando torna-se mais quente, como na semana passada quando chegamos ao 37º, em seguida, o risco de incêndio aumenta com cada grau. Agora aqui na costa é muito raro, ser assim tão quente.

.

A última vez que me lembro, certamente, foi há 15 anos

Nós também tivemos um incêndio florestal. “O fogo de 2005” ainda chamamo-lo, porque foi muito impressionante. Tudo começou com um círculo em torno de nós, nuvens de fumaça no horizonte. Veja e acha que: Oh, isso é muito longe. É apenas um pouco desconcertante.

Mas quando começou no Moinho de Almoxarife, a 5 km de distância. O vento agita o fogo, e rasteja na grama além, e com faíscas voando pelo ar. Com nós, é uma situação estranha: de um lado da estrada não há muito que pode acontecer, porque está na borda dos campos. E a água flui.

Do outro lado da estrada começam as colinas. A nossa terra corre para o topo da colina, onde a plantação de eucalipto do vizinho começa. Felizmente, ele tinha acabado de limpar, e todas as pequenas árvores foram plantadas. Tínhamos uma mini-floresta na nossa colina.

Tenho um respeito ilimitado para os bombeiros

o-jeep-do-comandante-dos-bombeiros

Eles sabem exatamente o que fazer. O comandante dirige ao redor no seu jipe, mantendo um olho em tudo, e dá às suas ordens. Eles mantêm um olho em casas, e se em risco, eles vão colocar extinguir o fogo, tendo em conta o vento e a velocidade do fogo.

Naquele tempo eles vinham abastecer numa bacia próxima, por isso tivemos bombeiros por perto  todo o tempo. Com alguns intervalos em que pararam, caíram dos seus carro, e nós, trouxemos lhes cerveja gelada e sanduíches saborosas, para que pudessem continuar. Três dias seguidos.

Vi uma floresta a arder, com um par de bombeiros, que explicaram que eles não podiam extinguir, então tem que deixar pedaços. Ok, entendo. E também, tudo é coordenado, quando os aviões deixam cair a sua carga,  não tem que ir lá com uma mangueira.

O que achei notável é que muitas pessoas vieram para ver. Eles estavam dirigindo lentamente sobre a nossa estrada normalmente tão quieta. Foi um caos e tiveram que sair do caminho rapidamente para os bombeiros poderem passar.

A tragédia de Pedrógão Grande

Na semana passada, em Pedrógão Grande foi uma tragédia, porque muitas pessoas fugiram em pânico. É uma área muito arborizada, com pequenas estradas através da floresta. Há muitas pessoas  de Lisboa vem para a sua casa de fim de semana –  não sabem exatamente onde vivem e o que fazer se algo deste gênero acontece.

Muitos moradores mais velhos da região ficaram em casa e  manteram tudo molhado. Admiro-los tremendamente,  devem ter nervos de aço. Vi aquele incêndio de pelo menos meio quilômetro de distância, mas se passa pelo seu quintal é muito difícil não entrar em pânico.

Acabou, graças a Deus

Esta é a discussão nacional sobre o que deve ser feito foram retomadas. Porque era uma situação tão excepcional, algo que nunca realmente ocorreu. Vamos todos garantir que isso nunca aconteça novamente!

 

Dicas:

– não fazer um fogo ao ar livre, especialmente se faz faíscas

– usar um churrasco à gás

– por cigarros em água, nunca mande as fora

– Dê suas plantas água suficiente para que eles não sequem

.

Nós viemos para portugal em 2000 de Roterdão, Holanda para as Termas da Azenha, Portugal. Um passo grande, especialmente com duas crianças pequenas. Estamos ocupados a reconstruir um sítio que é considerado uma herança cultural.

Termas da Azenha, são termas antigas que transformamos em casas de férias, quartos e campismo, com piscina. Vai encontrar mosaicos e pinturas em todo o lado. O balneário velho agora é um museu.

Cada semana um pequeno blog sobre o que acontece ao nosso redor, nas Termas-da-Azenha e em Portugal. Alègre, leve, uma leitura fácil. Alguns minutos noutro mundo. Se gosta ter uma experiência connosco, ligue 916 589 145, e descobre o nosso site – temos descontos interessantes para si!

Pode subscrever:

 

Mandamos-lho todos os fins-de-semana.

No domingo, parte da manhã o publicamos na nossa página do Facebook, no Google+, no Pinterest, e em terça-feira em LinkedIn.

You like? Please like! And sharing is not forbidden ....