Tag Archives: Câmara Municipal de Soure

O vagabundo do quintal

Henk – traduzido como: o Henrique – vem na cozinha, quando estou preparando tudo para o jantar. “Venha e dê uma olhadela, se podes poupar o tempo”, ele diz, e caminha à minha frente ao seu local de trabalho atual.

O Henrique esteve aqui várias vezes, estaciona seu carro de campismo perto da recepção e começa a fazer coisas boas e úteis

blogue_o-vagabundo-do-quintal

Nós gostamos disso, porque sempre há coisas boas e úteis a fazer aqui. Para a maior parte, nós próprios fazemos isso – este é um Lda. de mãe e filho -, mas um voluntário que sabe o que acontece por aqui é uma bênção.

Deitei meu pano e segui para o terraço do quarto de hóspedes nº 1. Há um teto sobre a porta. Quase não é luxo, porque quando chove (às vezes acontece) e o vento sopra (ao mesmo tempo), ele aparece diretamente na porta de trás, e as portas traseiras não gostam disso. Então eles começam a ter problemas e acabam apodrecendo.

Pelo menos, se eles são feitos de madeira. E esta é

Esta manhã, ele mesmo pediu, porque já mencionei (pelo menos 20 vezes, muito sutilmente, que adoraria ter um teto sobre a porta do quarto 1. Que isso não seria luxo, e que o teto que ele fez sobre a porta do quarto nº 2, há 2 anos, é fixe, ótimo, maravilhoso! Melhora a qualidade da vida de todos!)

O Henrique entendeu a dica, porque não é estúpido e foi óbvio que fiz uma piada mas com uma base séria. Era só que, no início da sua estadia, o quarto estava ocupado, portanto, o Henrique fez um sofá de paletes para um dos terraços.

blogue_o-vagabundo-do-quintal

Eu imediatamente pulei para ir até o local e comecei a gesticular e apontar com entusiasmo. Nós discutimos o plano de ação. Quais materiais são necessários e o que eu tenho?

“Vou passear por um tempo, depois vou encontrar o que preciso”, ele disse tranquilizadoramente, e sei que tudo vai dar certo. E com uma cara séria: “Eu sou um vagabundo do quintal certificado.”

Rimos com esta piada dele

E sim, depois de algumas horas, há madeira lá e chapa, postes e parafusos e tudo mais.

“Assim, dois postes, a madeira para a construção, começando deste lado, cobrindo toda a área – essa foi a sua ideia, não foi?”

“Sim, exatamente! Um pouco estendido no lado do vento e da chuva … é exatamente isso. Ótimo!”

“Tens uma broca, tipo saca-rolhas, para fazer o buraco no chão?”

“Sim, mas tem apenas 30 ou 40 cm de profundidade. Eu consigo ajudar-te, também posso desempenhar um papel na escavação do buraco …”, ofereço, e o Henrique, claro, pergunta diretamente: “Hm, desempenhe um papel , desempenhe um papel, o que isso significa? ”

“Bem, uh … eu poderia tirar meus pompons, e encorajar-te com: “Va, Henrique, consegues fazer! H-E-N-R-I-Q-U-E-SU-PER-FI-XE! Ou algo assim … ”

Eu sorrio abertamente, “Ou, por exemplo … eu poderia também extrair um pouquinho de terra … é só uma questão de pedir. Preenchendo os formulários corretas, encontrando a direção certa, tendo as conexões certas …. ”

Nós dois temos que rir com vontade. Os melhores voluntários são aqueles com quem você pode fazer piadas, fantasiar, falar sobre coisas bobas, dar boas risadas

O Henrique faz uma cara séria e diz: “Vou levar tudo isto em consideração, e mais tarde minha decisão ocorrerá”.

E com mais risadas volto para a cozinha, continuar com as preparações para o jantar, e ele continua a vagar pelo quintal.

É bom ter um vagabundo do quintal!

.

<< anterior

Nos mudamos em 2000 de Roterdão, Holanda para Termas-da-Azenha, Portugal. Uma mudança significante, especialmente com duas crianças pequenas. Estamos ocupados para reconstruir uma das heranças culturais portuguesas: Termas-da-Azenha, um antigo spa que foi transformado em várias casas de férias, quartos de hóspedes e dois terrenos para acampar, com muitas coisas divertidas para fazer.

Sala de convívio com jogos como pingpong, matraquilhos e bilhar, e um campo com voleibol, petanca e mini-golfe, e um pequeno café.

Vai encontrar mosaicos e pinturas em todos os lugares.

O balneário vai ser um museu, onde pode ver como as coisas mudaram.

Desde o início de 2018, nos chamamos-nos o primeiro B & B & B no mundo – Bed & Breakfast & Bathrobes.

Pode comprar um roupão de banho / roupa de casa único

.

Cada semana, um pequeno blog sobre o que aconteceu ao nosso redor. Leitura fácil. Alguns minutos noutro mundo. Um pouco sobre o que está aa acontecer em Portugal. Se planeja suas férias em Portugal, pode ser uma ótima preparação. Temos descontos interessantes no nosso site.

Inscreve-se para receber este blog todas as semanas:

Nos Domingos publicamos o na nossa página do Facebook, no Google+, no Pinterest, e na 2A no LinkedIn.

Então, a burrocracia está à mandar os políticos também?

Na segunda-feira, o meu ponto de vista mudou. Lembra-se que publiquei um pequeno video na nossa página Facebook, em que expliquei que queria falar sobre os problemas com a nossa estrada com o vereador na hora de atendimento, mas não encontrei ninguém?

Este video tinha mais do que 11.000 vistas, muitas partilhas, e muitos comentários e suporte.

(Muito obrigada à todos!)

Foi uma surpresa enorme

A conclusão é que parece haver mais pessoas que reconhecem o problema de comunicar com as autoridades. Ou formulado melhor: a falta de comunicação.

Normalmente, eu nunca fazia isto, não sou uma pessoa para procurar atenção nesta maneira. Mas era muito frustrada e zangada, porque tentei falar com a Câmara sobre a nossa estrada durante muitos anos. Hoje em dia tem demasiado trânsito para ser segura. Era melhor que é apenas uma serventia para os nossos hóspedes chegarem cá, ou os nossos vizinhos irem aos seus campos.

Já tentei explicar isto tantas vezes, por escrito, falando, passando, no mail, mas sem resultado.

A estrada tem que ser alterada por completo

Claro que precisamos uma estrada para os vizinhos indo aos campos deles, para as pessoas da zona que têm que ir p.e. à Bifurcação de Lares para apanhar o comboio à Figueira da Foz, para os passantes que querem matar saudades porque conhecem o sítio já tanto tempo ou para os curiosos que querem ver toda a arte que está aqui ao todo lado.

Mas não precisamos o camião de Lacticoop, ou os enormes com madeira, os autocarros do hotel ao lado, ou os tratores enormes e potentes que andam com muita velocidade.

Após a publicação do video, a Câmara ligou-me para marcar uma reunião. Segunda-feira, dia 15 às 18:00 horas.

Agradeço muito!

Tinha uma conversa calma e razoável com o nosso presidente Mário Jorge Nunes, que explicou os planos da Câmara e que afinal queria ouvir minhas queixas e necessidades.

Hoje, estava à ouvir novamente a conversa com o senhor presidente. Sou estrangeira, pode ser que não percebo algo bem, e para evitar confusão, gravei tudo no meu telefone.

Tenho esperança que agora as coisas vão mudar

Vi os planos, os desenhos, e conseguimos ter uma conversa civilizada sobre as alterações necessárias. Alterar o pavimento, fazer lombas bem altas, sinalização aos trajetos alternativos, e será proíbido para os pesados.

Para já, a Câmara vai fazer lombas provisórias, porque é mesmo preciso de proteger os peões. Não combinámos uma data, mas espero que será para a semana. Este presidente não parece ser um político que está lá só para os interesses dele ou os dos amigos dele.

o-presidente-tem-que-lidar-com-a-burrocracia-tambem

O que não realizei-me, é que mesmo um presidente da Câmara tem que cumprir à burrocracia. Nunca pensei que era assim, pode ser por causa do título “Presidente”. Na minha lingua, um “Presidente” tem um poder quase illimitado. Tinha associações com o presidente da América …”the leader of the free world” … no meu país de orígem nunca tinhamos um presidente.

Desculpe, sou burra …. não é a minha área de competência … sou empresária, sou artista, não tenho muita experiência com estas coisas.

politicos-e-burrocracia

Espero que o nosso presente presidente vai ficar mais 4 anos após as próximas eleições

O meu ponto de vista mudou. Agora, tenho a esperança que vamos realizar uma situação segura, agradável – mais um passo no caminho de mostrar este sítio como o paraíso que é. Que continuamos a honrar este património de Portugal, as autoridades e os empresários juntos.

E afinal, tenho a esperança que podemos construir um percurso alternativo noutro lado do monte, para não chatear os nossos vizinhos que querem passar com os carros, os tratores e as massívas máquinas agrícolas deles.

(rrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr pumba!! oops, lomba!! rrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr pumba!!oops, lomba!! rrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr pumba!!oops, lomba!! fogo! rrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr)

.

Nós viemos para portugal em 2000 de Roterdão, Holanda para as Termas da Azenha, Portugal. Um passo grande, especialmente com duas crianças pequenas. Estamos ocupados a reconstruir um sítio que é considerado uma herança cultural.

Termas da Azenha, são termas antigas que transformamos em casas de férias, quartos e campismo, com piscina. Vai encontrar mosaicos e pinturas em todo o lado. O balneário velho agora é um museu.

Cada semana um pequeno blog sobre o que acontece ao nosso redor, nas Termas-da-Azenha e em Portugal. Alègre, leve, uma leitura fácil. Alguns minutos noutro mundo. Se gosta ter uma experiência connosco, ligue 916 589 145, e descobre o nosso site – temos descontos interessantes para si!

Pode subscrever:

 

Mandamos-lho todos os fins-de-semana.

No domingo, parte da manhã o publicamos na nossa página do Facebook, no Google+, no Pinterest, e em terça-feira em LinkedIn.